sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Nova aquisição



Presente da Professora, autora deste título,  Dra. Margarida Maria da Silva dos  Santos.  

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Desigualdade, Pobreza e Serviço Social.

Pessoal, indico essa leitura, a quem interessar possa. 



NETTO, José Paulo. Desigualdade, Pobreza e Serviço Social. IN: Revista da Faculdade de Serviço Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (19). Rio de Janeiro: revista em Pauta, 2007. 

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Não aos retrocessos do governo ilegítimo

Ato contra a PEC 241 em Maceió -AL
lutar e resistir
#contra a PEC 241
#Contra a reforma do ensino médio 
#contra o governo ilegítimo



segunda-feira, 17 de outubro de 2016

A importância do Estagio Curricular na formação profissional do Assistente Social


 Resultado de imagem para estágio curricular em serviço social
                                                    Pessoal, há alguns dias venho refletindo sobre a importância do estágio na formação do estudante e futuro profissional em Serviço Social. As vivencias cotidianas na realidade das políticas públicas, a relação do assistente social com o usuário e dos mesmos com as políticas de reprodução social e, claro, a conhecida articulação teoria e prática que é conteúdo aplicado às disciplinas que antecedem a experiência do estágio curricular em Serviço Social. 
Cada faculdade, dentro de sua grade curricular, apresenta as propostas de estágio de forma alternada, na faculdade onde estudei (UFAL), o estágio inicia no 4º período e finaliza ao termino do 5º, totalizando 2 períodos. Há outras faculdades (privadas - presenciais ou EAD), pelo menos aqui em Alagoas, que ofertam mais períodos de estágio, algumas chegam a ter 3 estágios curriculares. 
Reconhecendo a importância do estágio na formação acadêmica e posteriormente profissional do assistente social, gostaria de pedir a colaboração de vocês, leitores e frequentadores desse ciberespaço para partilhar conosco as suas experiências de estágio, sejam elas positivas ou negativas, através de relatos longos ou curtos ou apenas comentários. Vou reunir todos eles e fazer um post aqui no blog e, claro incluir a minha experiência e considerações do estágio também, algumas positivas e muitas negativas (risos). 
A pretensão dessa proposta é fazer uma analise de como o estudante apreende o estágio, como o discente ingressa no estágio e como ele finaliza essa etapa de sua formação. 


Participem!

Deixem os relatos de vocês nos comentários desse post. 
Desde já agradeço pela colaboração. 

Abraço.

Priscila Morais


segunda-feira, 10 de outubro de 2016

PEC 241: Crime contra os Direitos Sociais no Brasil

Pessoal, entre tantas pautas a serem colocadas nesse espaço, essa foi a escolhida do dia de hoje.  
A  PEC 241 que está em discussão/tramitação,  fere  diretamente um direito constitucional, ameaça uma cláusula pétrea da Constituição de 1988, que é o direito à saúde. Fere anos e anos de luta e história do povo brasileiro. A saúde no Brasil sofrer corte de gastos?! Isso parece uma piada bizarra! A saúde pública no Brasil já é bastante precária, mesmo com muitas conquistas impulsionadas pelas lutas sociais, como foi a implantação do SUS, que não é, na pratica, nenhum modelo de saúde pública, ainda há muito para avançar, mas é fruto de muita luta e o caminho é seguir em frente e não regredir.
A PEC 241 representa a barbárie, não só na saúde, mas na seguridade social como um todo... E quem mais sofre os rebatimentos desse desmonte são, como sempre, os trabalhadores, os pobres que não têm a "sorte " de ter um plano de saúde a disposição, já os que estão patrocinando a PEC 241, esse crime contra a saúde pública, estarão protegidos por seus planos de saúde privados.
Ao invés de cortar os gastos supérfluos do alto escalão dos poderes judiciário, legislativo e executivo, como os auxílios moradias e alimentação dos magistrados, ou propor uma reforma tributária,  cobrar tributos proporcionais a renda, não... o governo não quer propor isso, claro, assim atingiria diretamente àqueles para quem o governo ilegítimo trabalha.  

 Tempos difíceis...

Priscila Morais




Deixo aqui também um abaixo-assinado contra a PEC 241: http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR92916